Escada Rolante e Elevador Panorâmico

por Dilvo Rodrigues

Um Barulho de algo batendo na calçada com alguma frequência. Alguém caminhava na minha frente tirando notas secas do chão.
Sinal verde, amarelo, vermelho. Parei na faixa de pedestre. Uma senhora também estava por ali.
-Eu posso ir? – ela gritou.
– A senhora precisa de ajuda para atravessar?
-Sim, preciso!
Reparei que ela era cega e precisava mesmo de ajuda. Naquele momentos me veio a imagem de um náufrago pedindo socorro em alto mar. Meu barco de pescador era o único por ali e tinha espaço para mais um.
Leia mais »