Musas; Melhor tê-las em Segredo

por Dilvo Rodrigues

O Tom Jobim escreveu ou compôs (ou os dois) um punhado de músicas incríveis com nomes de mulheres. “Lígia”, “Ana Luíza”, “Bebel”, “Angela”, “Luciana”, “Gabriela”, “Dindi”, que supostamente era o apelido da cantora Sylvia Telles. Se houve mesmo uma Lígia em especial, nunca saberemos. Mas, se fizeram presentes outras “Lígias”, as Luanas, as Marias, as Ísis, as Mônicas e Bárbaras. As musas que tanto inspiraram os poetas da Bossa Nova. Tom e Vinícius, principalmente, devem ter esbarrado muito com elas nos inferninhos das vida (Casas Noturnas da época), numa mesa de bar de uma esquina qualquer ou na praia.
Leia mais »