As Estrelas que não Brilham Tanto

Por Dilvo Rodrigues

Sirius é a estrela mais brilhante no céu noturno, isso levando em consideração um observador posicionado na Terra. Na verdade, Sirius é um sistema composto por duas estrelas, a Sirius A (a estrela maior) e a Sirius B, uma estrela anã que só pode ser vista com instrumentos óticos de auto desempenho. Li isso em um site sobre astronomia. Na página também dizia que só as estrelas mais brilhantes tem a honra de serem nomeadas. Assim, além da Sirius, existem Canopus, Arcturus, Vega, Capela, Rigel etc. Isso só para listar algumas entre as dez mais brilhantes. Quantas delas existem? Difícil saber. O certo é que como o sol voltará amanhã, as estrelas estarão lá quando ele se for, mais uma vez.

Leia mais »

A Marca da Estrela

Por Dilvo Rodrigues

Era uma pescaria daquelas que a gente fica o dia inteiro tentando fisgar o danado do peixe. A lagoa dos Medeiros já não fazia fartura na mesa dos pescadores da região. Mas, todo mundo gostava de gastar um bom tempo jogando prosa fora, pitando uns cigarros e olhando o lugar, que era bonito que só. A lagoa tinha águas azuladas e tranquilas. Em volta tinha uma pastagem verde, era tanto mais verde quanto mais brilhasse o sol. E ao fundo, tinha um monte, um rochedo chamado de Olheiro. Quando algum pescador conta história mentirosa, o monte vira gente e chega na roda de conversa, com aquele chapéu preto, desmentindo o 171 do cabra. Eu nunca vi acontecer, mas os mais velhos dizem que é de vera. Vai ver todo mundo começou a dizer só a verdade desde então.
Leia mais »